OMS e OPAS defendem restrição à venda de bebidas por doenças e lesões

Espalhe essa notícia:

200 doenças e lesões são causadas pelo consumo de bebidas alcoólicas, alertam a Organização Pan-Americana de Saúde e a Organização Mundial de Saúde. Além da dependência, a bebida alcoólica é causa de “distúrbios mentais, cirrose e oito tipos de câncer (de boca, faringe, laringe, esôfago, estômago, fígado, intestino e mama). Aumenta também o risco de infarto até em quem não têm histórico familiar de doenças cardíacas ou outros fatores de risco conhecidos.”

Além de todos esses riscos, advertem a OMS e a OPAS, o consumo de bebida alcoólica” pode resultar em danos a outras pessoas, como membros da família, amigos, colegas de trabalho ou estranhos”. Também pode ser causa de acidentes de trânsito, violência e suicídios. Lesões fatais relacionadas ao álcool tendem a ocorrer em grupos relativamente mais jovens. ” Na faixa etária de 20 a 39 anos, aproximadamente 13,5% do total de mortes são atribuíveis à bebida alcoólica.”

Motivos da OMS e da OPAS divulgarem sete recomendações a todos os países:

  • regular a comercialização de bebidas alcoólicas;
  • regular e restringir a disponibilidade de álcool;
  • promulgar políticas adequadas de condução sob os efeitos do álcool;
  • reduzir a demanda por meio de mecanismos de tributação e preços;
  • sensibilização para os problemas de saúde pública causados pelo uso nocivo do álcool e garantia do apoio a políticas eficazes;
  • fornecer tratamento acessível para pessoas com transtornos relacionados ao uso de álcool;
  • implementar em serviços de saúde programas de identificação e intervenção breve para consumo perigoso e nocivo de álcool.
  • https://www.paho.org/bra/index.php?option=com_content&view=article&id=5649:folha-informativa-alcool&Itemid=1093