No STF, três ministros a favor da liberação de drogas

Espalhe essa notícia:

Três dos 11 ministros do Supremo Tribunal Federal já votaram a favor da liberação do porte e do uso de drogas no Brasil: Gilmar Mendes votou a favor da liberação de todas as drogas; Luis Roberto Barroso e Edson Fachin liberaram a maconha. O julgamento do Recurso Extraordinário 635659, da Defensoria Pública de São Paulo, começou em 19 de agosto de 2015 e volta ao plenário do STF no dia 6 de novembro. O Recurso da Defensoria Pública de São Paulo pede ao STF a eliminação do artigo 28 da lei 11.343, que PROÍBE:

“adquirir, guardar, ter em depósito, transportar ou trazer consigo droga para consumo pessoal”

e também proíbe

” semear,, cultivar ou colher plantas destinadas à preparação de pequena quantidade de substância ou produto capaz de causar dependência física ou psíquica”.

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2006/lei/l11343.htm

Protestos em todo o Brasil

Se o artigo 28 for eliminado da lei 11.343, estará autorizado o porte e o uso de qualquer tipo de droga e oficializado o tráfico no Brasil, alertou documento da Frente Nacional Contra a Liberação da Maconha e da Cocaína, enviado ao STF em 2017. Assinaram o documento a UNIAD-Unidade de Pesquisas em Álcool e Drogas, a Federação de Amor-Exigente, a FIESP, o Instituto Jovem Pan, bispos da Igreja Católica, pastores evangélicos e políticos de vários estados. A Frente Nacional contra a Liberação da Maconha e da Cocaína foi criada em 2017,pelo Deputado Campos Machado, Presidente do PTB/SP.

  • Famílias de Norte a Sul do país estão escrevendo aos ministros solicitando para NÃO aprovarem a eliminação do artigo 28, descrevendo o sofrimento causado pelo uso de drogas em suas cidades. O manifesto NÃO! À DESCRIMINALIZAÇÃO DAS DROGAS está no site:

https://mitosementiras.com.br

YUVAL NOAH HARARI

COMO ALERTA O PROFESSOR DE HISTÓRIA, YUVAL NOAH HARARI, NO LIVRO “21 LIÇÕES PARA O SÉCULO 21”, se “o futuro da humanidade for decidido em sua ausência – porque você está ocupado demais alimentando e vestindo seus filhos – você e eles não estarão eximidos das consequências .”

Descriminalizar é autorizar o uso

Foto: Carlos Torres

Descriminalizar droga significa autorizar o uso e o porte, portanto aumentar o número de dependentes, doentes graves que vão precisar cada vez mais da droga e que terão muita dificuldade para interromper o uso. Dependência de droga elimina sentimentos e causa graves consequências como desenvolvimento de esquizofrenia, surtos, infarto, derrame, câncer, doenças do fígado, do pâncreas e doenças sexualmente transmissíveis ( Aids, sífilis, gonorreia e HPV) . Além de ser causa do aumento da violência nas cidades porque para pagar a droga dependentes de todas as classes sociais roubam e até se prostituem.