Carta da “Marcha das Famílias contra as Drogas” aos ministros do STF (Com cópia ao Ministro Osmar Terra, da Cidadania, e à Ministra Damares Regina Alves, da Família e dos Direitos Humanos do governo Jair Bolsonaro)

Espalhe essa notícia:

Aos ministros do Supremo Tribunal Federal

Prezados Senhores:

Como mães e pais, queremos contar como é a dor devastadora de perder filho ou ente querido pelo uso de drogas. Os senhores estão julgando ação da Defensoria Pública de São Paulo que quer eliminar da lei 11.343 o artigo 28 que proíbe uso, porte , compartilhamento e armazenamento de drogas no Brasil. Por isso, ministros, perguntamos aos senhores o que diriam à mãe, ao pai, aos avós e aos tios da menininha Ieda Isabella Manoel Peres, de cinco anos, assassinada com golpes de faca nesta quarta-feira,por um dependente de crack, em frente a uma escola infantil, em Betim, Minas Gerais? “As facadas foram na nuca, no pescoço, no tórax e na traqueia”, informou o Instituto Médico-Legal em reportagens publicadas nos sites de Minas Gerais. O site O Tempo conta que “do lado de fora de uma igreja evangélica era possível ouvir os gritos e o choro da mãe da pequena Ieda” e ilustra com a foto de Alex de Jesus. E para a mãe do dependente? O que os senhores diriam? “Quando ela soube do assassinato, ela desmaiou “, contam os sites de notícia. Chorando, no seu depoimento à polícia, essa mãe revelou que o filho fuma crack há três anos e desenvolveu esquizofrenia, sem tratamento eficaz na rede pública de saúde. Ela também “contou aos policiais que, por medo, já havia escondido todos os objetos perfurantes da casa”, informa o site Estado de Minas Gerais. Ele morava com a mãe e três irmãos a duas quadras da escola infantil, onde assassinou a garotinha de cinco anos. Agora, está preso.

Foto de Riva Moreira do site Hoje em Dia

PARA EVITAR TRAGÉDIAS COMO ESTA , SENHORES MINISTROS DO STF, FAMÍLIAS E ENTIDADES ANTIDROGAS SE UNIRAM , SOB A COORDENAÇÃO DA SECRETARIA NACIONAL DE CUIDADOS E PREVENÇÃO ÀS DROGAS , DO MINISTÉRIO DA CIDADANIA, PARA A CRIAÇÃO DA “MARCHA DAS FAMÍLIAS CONTRA AS DROGAS, QUE SERÁ NO PRÓXIMO DOMINGO, 3 DE NOVEMBRO ,NAS 26 CAPITAIS E NO DISTRITO FEDERAL

Com a “Marcha”, queremos fazer um apelo aos senhores,ministros do STF: NÃO À DESCRIMINALIZAÇÃO DO USO E PORTE DE DROGAS NO BRASIL Afinal,descriminalizar significa tirar o crime de um fato, no caso, autorizar o uso e o porte de drogas. Como as decisões do STF acabam sendo obrigatórias para todo o país, ministros, fazemos uma especial solicitação: que os senhores julguem com a sabedoria de ministros,MAS, acima de tudo ponderando que a decisão dos senhores não é só para filhos e entes queridos dos outros, vale também para as suas famílias.

ATENCIOSAMENTE,

“MARCHA DAS FAMÍLIAS CONTRA AS DROGAS

.