Famílias brasileiras nas ruas contra as drogas.Fato histórico mas ignorado pela imprensa

Espalhe essa notícia:

A ESPERANÇA VENCEU o medo. Pela primeira vez, famílias e instituições antidrogas foram às ruas em 18 capitais e em mais de 70 municípios brasileiros, neste domingo, 3 de novembro, para dizer NÃO! ÀS DROGAS. Fato histórico que não vamos ler ,nem ouvir, nem ver em imagens na grande imprensa, que sequer teve a curiosidade de perguntar às famílias, que mantêm sua audiência e, portanto os lucros dos donos das empresas de comunicação, porque são contra o uso e o porte de drogas em todo o país. Os novos jornalistas parecem ignorar o público—mães, pais, tios, avós , seus ouvintes, telespectadores e leitores– que, pela audiência, garante lucros e pagamento dos seus salários. Também parecem desconhecer que o uso de drogas causa doença gravíssima no cérebro , já epidemia no Brasil, e que torna doente quem usa e sua família pelo estresse de ver quem se ama em constante risco. Desgraça que marca 86% dos municípios brasileiros com cracolândias e banalização do uso de drogas. Já nas redes sociais de todo o país, as notícias sobre a “Marcha” que a grande imprensa ignorou. Por isso, empresas estão preferindo as redes sociais para anunciar seus produtos, porque a audiência aumenta a cada dia.

ESPETÁCULO EMOCIONANTE DA “MARCHA” NAS RUAS DO PAÍS

E o que a grande imprensa perdeu? Um espetáculo inédito no Brasil:de Norte a Sul do país, mães, pais, avós e tios de todas as classes sociais e profissões lotaram as ruas para defender VIDA SIM! DROGAS NÃO!Em Brasília, na Esplanada dos Ministérios. Em São Paulo, na avenida Paulista. No Rio de Janeiro, na orla de Copacabana. Em Salvador, no Farol da Barra. Parques, avenidas, ruas e praças em 70 cidades se tornaram endereços da união das famílias por um Brasil SEM DROGAS! E comemoram a primeira vitória da Marcha, organizada em apenas 10 dias, com a coordenação da Secretaria Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas do Ministério da Cidadania: o Supremo Tribunal Federal ADIOU o julgamento de ação da Defensoria Pública de São Paulo, que quer liberar o uso de todas as drogas no Brasil. Estava marcado para o dia 6 de novembro, isso mesmo daqui a dois dias, MAS a MARCHA DAS FAMÍLIAS CONTRA AS DROGAS GANHOU TANTA FORÇA NAS REDES SOCIAIS que o STF decidiu já no começo da semana passada adiar o julgamento. A Federação de Amor-Exigente entrou com recurso, assinado pelo criminalista Cid Vieira de Souza Filho solicitando também o adiamento. E o STF tirou da pauta do dia 6 de novembro. Vitória das famílias!

Em Brasília, o ministro da Cidadania, doutor Osmar Terra, desceu do trio elétrico para ficar ao lado das famílias que lotaram a Esplanada . Todos queriam fotos com o Ministro Osmar Terra, que defende o que as famílias defendem: NÃO ÀS DROGAS. Edu Cabral estava lá ao lado do ministro comemorando o resultado de todo o empenho na coordenação, em tempo recorde, 10 dias, que transformou a “Marcha “ em sucesso em todo o Brasil.

Em São Paulo, o Secretário Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas, do Ministério da Cidadania,psiquiatra Quirino Cordeiro Júnior, que durante 10 dias coordenou a união vitoriosa de instituições e famílias contra o uso de drogas no Brasil, estava na avenida Paulista cumprimentando mães, pais, tios, avós, agradecendo e as famílias retribuindo registrando em fotos esse momento histórico. Quando subiu ao trio elétrico,o doutor Quirino Cordeiro Júnior foi aplaudido pelo empenho e pelas palavras de esperança por mostrar que este governo não se curva a quem defende o uso de drogas:

FAMÍLIAS UNIDAS ÀS LIDERANÇAS ANTIDROGAS

As lideranças dos grupos antidrogas marcaram presença nas 18 capitais e em mais de 70 municípios.Na Paulista, o casal símbolo da luta contra as drogas no Brasil, Miguel e Regina Tortorelli. Miguel, Presidente da Federação de Amor-Exigente, que conta com 10 mil voluntários em todo o país, atendendo, gratuitamente , por ano UM MILHÃO E 200 MIL FAMÍLIAS DE DEPENDENTES DE DROGAS QUE não encontram assistência em seus municípios. Regina coordena um dos maiores grupos de Amor-Exigente em São Paulo, o que atende nas noites de quartas-feiras na Paróquia Santa Joana D Arc, no Jardim França, zona norte da capital. Luiz Fernando Cauduro, que já foi o presidente da Federação e agora, é o responsável pela comunicação da FEAE. O psiquiatra Ronaldo Laranjeira, o criminalista Cid Vieira de Souza Filho, Gabriel Mori , Daniel Garcia, Ronaldo Rissetto, Hiram Ravache , Fábio Antunes, Deise Tavares, Jani Xavier, Françoise Mazza , Marly Lima , Alex Braga, David Alves, Claudia Vieira , Livia Lopes,Clarice Caldeira, Romina Miranda, Helio Rodrigues de Souza e Rogério Nastri juntaram-se às famílias para reivindicarem um Brasil Sem Drogas! Crianças levaram cartazes, instituições religiosas levaram faixas e os líderes de audiências nas redes sociais , Ivanildo Andrade, Rogério Bertoloni, José Simões e Thiago Biancheti lá estavam fotografando, cumprimentando e registrando em suas páginas no Facebook e no Twitter.

A “Marcha das Famílias contra as Drogas” neste domingo é só o começo de uma luta que não para mais no Brasil, unindo famílias,instituições antidrogas, governo e líderes na redes sociais para juntos defenderem um Brasil com EDUCAÇÃO, SAÚDE, SEGURANÇA PÚBLICA E ASSISTÊNCIA SOCIAL para todos. Portanto, um BRASIL SEM DROGAS.