“Vida Sim!Maconha e outras drogas Não!”

Espalhe essa notícia:

A quantidade de maconha apreendida pela polícia no Estado de São Paulo demonstra a necessidade, cada vez mais urgente, de campanhas de prevenção nas escolas públicas e particulares, a partir do ensino fundamental , para explicar as graves consequências do uso.

Maconha é proibida no Brasil porque “ prejudica memória, torna difícil pensar, resolver problemas e aumenta significativamente, em qualquer idade, a possibilidade de desenvolver além da dependência, depressão, ansiedade, quadros bipolares, surtos psicóticos, as vezes irreversíveis, sendo suas sequelas de longa duração.” Fatos graves que se repetem no Brasil com dependentes, alerta o psiquiatra Pablo Roig, especialista referência no País no tratamento de dependentes de drogas.

“Maconha triplica os riscos para depressão, triplica os riscos para psicose e aumenta o risco para esquizofrenia” alerta o psiquiatra Claudio Jerônimo da Silva, professor Departamento de Psiquiatria da Universidade Federal de São Paulo.

“98 casos de dependentes de maconha com forte dor abdominal e vômitos incessantes foram diagnosticados pela Mayo Clinic , nos Estados Unidos” Médico Lucas Santos Zambon na pesquisa “Hipermese por canabinoides”.

Mas os traficantes continuam produzindo e em quantidades cada vez maiores, Exemplo é a apreensão de 2,3 toneladas., sábado, em Araçariguama, pequena idade paulista com 22.364 habitantes e a 52 quilômetros da capital. Quando a polícia foi ao local denunciado, lá estavam quatro traficantes recebendo as 2,3 toneladas de maconha.Com a chegada dos policiais, um homem reagiu e houve troca de tiros. Ele foi atingido e socorrido no pronto-socorro da cidade de Araçariguama, mas não resistiu. Outros três homens foram presos em flagrante no local”, informa em seu site a Secretaria da Segurança Pública de São Paulo.

Maconha é uma das inúmeras drogas que a Defensoria Pública de São Paulo quer autorizar o uso, o porte, o compartilhamento e o armazenamento e também a plantação no Brasil em ação que está para ser julgada- ainda sem data- no Supremo Tribunal Federal. PARA EVITAR TRAGÉDIAS COMO ESTA , FAMÍLIAS E ENTIDADES ANTIDROGAS SE UNIRAM , SOB A COORDENAÇÃO DA SECRETARIA NACIONAL DE CUIDADOS E PREVENÇÃO ÀS DROGAS , DO MINISTÉRIO DA CIDADANIA, PARA A CRIAÇÃO DA “MARCHA DAS FAMÍLIAS CONTRA AS DROGAS, em 3 DE NOVEMBRO ,EM 18 CAPITAIS E EM 70 MUNICÍPIOS BRASILEIROS. E CONTINUA UNINDO LÍDERES ANTIDROGAS EM TODO O BRASIL NO WHATSAPP Marcha SP Contra Drogas. CAMPANHA QUE DEFENDE:”VIDA SIM! DROGAS NÃO!”