Canabidiol: CFM informa ao Ministério da Cidadania que só vai liberar produto para tratamento com eficácia e segurança garantidas

Espalhe essa notícia:

A regulamentação pela Anvisa de “produtos derivados de Cannabis” para tratamento de doenças graves foi tema nesta terça-feira de reunião no Ministério da Cidadania, em Brasília. Participaram o Ministro Osmar Terra, o Secretário Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas, psiquiatra Quirino Cordeiro Júnior e o representante do Conselho Federal de Medicina, doutor Emmanuel Fortes Silveira Cavalcanti .

Segundo a ANVISA, caberá ao CFM estabelecer o uso desses “produtos derivados de Cannabis”, porque “não podem ser chamados de medicamentos por NÃO terem ainda comprovação de sua eficácia e segurança,portanto ainda PRECISAM passar por testes técnicos- científicos.”

O doutor Emmanuel Fortes informou que o CFM irá reunir sua Câmara Tècnica para estabelecer as regras de uso para esses produtos , análise que deverá ter como princípio garantir a eficácia e segurança no tratamento, para evitar colocar em risco a saúde dos brasileiros.

PORTANTO, IMPORTANTE ESCLARECER :

“o único uso compassivo do canabidiol autorizado pelo Conselho Federal de Medicina no Brasil é para o tratamento de epilepsias da criança e do adolescente refratárias aos tratamentos convencionais, que não têm mais respostas com outros medicamentos.”

PARA ampliar este uso, será necessário avaliar se há estudos que comprovem a eficácia e segurança do canabidiol em medicamento.