Fumar no narguilé é risco para dependência, câncer e doenças cardíacas

Espalhe essa notícia:

Fumar no narguilé é se tornar candidato à dependência, ao câncer de pulmão, ao câncer de fígado, ao câncer oral (de língua e faringe) e às doenças cardíacas. Alerta da ANVISA- Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

O narguilé é um dispositivo para fumar onde uma mistura de tabaco é aquecida e a fumaça gerada passa por um filtro de água antes de ser aspirada pelo fumante, por meio de uma longa mangueira. MAS PRESTE ATENÇÃO AO ALERTA da autora do livro “Deixar de Fumar “, Jaqueline Scholz Issa:

: “ A água no narguilé NÃO é capaz de filtrar todos os compostos tóxicos e cancerígenos. Além disso, as fontes de aquecimento geralmente utilizadas no narguilé, como carvão e madeira em brasa, quando queimadas, liberam grande quantidade de compostos químicos potencialmente perigosos, como metais e monóxido de carbono. E diversos tipos de doenças são associados ao uso de narguilé: dependência física e psíquica; impotência; câncer de pulmão; câncer de fígado; câncer oral (lábios, língua, faringe) e doenças cardíacas.”

Também a cirurgiã-dentista Sandra Crivello, do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, adverte:

“O carvão usado para acender o tabaco no narguilé, potencializa o monóxido de carbono, que tira o oxigênio das células, tornando, portanto, o tabaco no narguilé mais perigoso do que no cigarro. As essências do narguilé são produtos químicos que irão na fumaça, tornando ainda mais perigosa essa mistura com o tabaco ao chegar à boca.”Compartilhar, através das mangueiras, pode transmitir doenças como herpes, hepatite C e tuberculose. ”