Famílias de Norte a Sul do País protestam contra Ludmilla, TV Globo e programa “Encontro com Fátima Bernardes”

Espalhe essa notícia:

Protestos contra Ludmilla, contra o programa “Encontro com Fátima Bernardes” e contra a TV Globo continuam em todo o Brasil. Marcha das Famílias contra as Drogas unida com a Federação de Amor-Exigente, Federação Brasileira das Clínicas Involuntárias e Cruz Azul protestam nas redes sociais e repetem a denúncia do ministro d a Cidadania,  Osmar Terra:

Na letra de VERDINHA , Ludmilla canta “ uma erva plantada em casa” e, no vIdeoclipe fica rodeada de plantas verdes e bastante fumaça. Ludmilla canta: “Eu fiz um pé lá no meu quintal, tô vendendo a grama da verdinha a um real”, “Vou tacar fogo em mais um só pra não ficar maluca” e “Fiquei locona, chapadona, só com a marola da ruhama”. Apesar da plantação ser de alface, a alusão à maconha é direta e com a cantora e o elenco fumando.

Os protestos de Norte a Sul do Brasil são contra a música “VERDINHA”, de Ludmilla em parceria com o Major Lazer (produtores da música) e Topo La Maskara ; contra o programa ‘ENCONTRO COM FÁTIMA BERNARDES” da TV Globo que apresentou Ludmilla cantando Verdinha em 23 de dezembro; e contra a TV Globo, que permitiu a exibição de “Verdinha” em programa dirigido às famílias. Ludmilla também foi a convidada do programa “Altas Horas” da TV Globo. . “Encontro com Fátima” é programa matinal para as famílias e em rede nacional. E o grave, ensinam estudos, é que pessoas famosas exercem influência na sociedade e principalmente na formação de crianças e adolescentes, público de Fátima Bernardes e do Altas Horas.