Psiquiatra Quirino Cordeiro Junior:“Congresso prioriza indústria proibida, a da maconha, e ignora o sofrimento das famílias”

Espalhe essa notícia:

“Senado e Câmara Federal convidam oficialmente para audiências públicas representantes de empresas que não poderiam existir no Brasil – empresas de maconha, droga proibida por leis federais. Congresso Nacional que ignora o sofrimento devastador de famílias com dependentes de maconha no País.” Denúncias do Secretário Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas, do Ministério da Cidadania, psiquiatra Quirino Cordeiro Júnior, no programa “Metrópole em Foco”, do jornalista Pedro Nastri, segunda-feira, na rádio Trianon AM. 

“Verdinha, de Ludmilla, como ponta do iceberg de um lobby gigantesco da indústria da maconha no Brasil”, foi o tema do programa “Metrópole em Foco” que teve a participação ao vivo, por telefone do Ministro da Cidadania, Osmar Terra, direto de Brasília. No estúdio, Pedro Nastri , doutor Quirino Cordeiro Júnior, o Presidente da Federação de Amor-Exigente, Miguel Tortorelli e o especialista em segurança pública, Célio Egídio . Tive o privilégio de participar como Editora do Diário Antidrogas e autora do livro “Guerra pela vida- A campanha da Jovem Pan contra as drogas”.

Ouçam a denúncia do Secretário Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas, psiquiatra Quirino Cordeiro Júnior , e depoimentos de familiares que frequentam o Amor-Exigente, mães e irmão de dependente de maconha, descrevendo as graves consequências para o usuário e para a famílias. Famílias ignoradas no Congresso Nacional: