“A posição do governo federal é ser contra a liberação das drogas no Brasil. ” Psiquiatra Quirino Cordeiro Júnior completando hoje um ano no comando da SENAPRED

Espalhe essa notícia:

Famílias brasileiras comemoram hoje data importante ao País: o primeiro ano da Secretaria Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas, do Ministério da Cidadania. Secretaria que tem o apoio de mães, pais, avós e tios porque tem garantido o que a população defende: a proibição do uso e do porte de drogas e também a proibição da plantação de maconha no País. Secretaria que tem solucionado a grave desassistência aos dependentes de drogas , que marcou os governos anteriores, que fecharam 100 mil vagas em hospitais psiquiátricos e adotaram a política de Redução de Danos, que permite ao dependente até de crack escolher se quer, ou não, tratamento. Motivos de 97% das cidades brasileiras terem cracolândias, banalização do uso da maconha, aumento na taxa de suicídio de dependentes de drogas e assustador crescimento do número de dependentes psicóticos nas ruas. Portanto, Secretaria com imensos desafios na política de drogas e na política de saúde mental.

EDU CABRAL

Uma história que começou em 2018, durante a campanha eleitoral para presidente, quando entidades procuraram o então candidato Jair Bolsonaro para saber quais eram suas propostas antidrogas. Na época, o responsável pela campanha Bolsonaro era Edu Cabral, que acabou se tornando também o porta-voz do grupo, que reivindicava ações antidrogas. Para Edu Cabral,um presente da vida, porque havia sido um dependente e quando entrou em recuperação em sua cidade Garanhuns, em Pernambuco, decidiu tornar a luta contra as drogas sua missão na vida. E é o que faz até hoje incansavelmente na SENAPRED.

A SENAPRED foi criada pelo Decreto 9.674, de 2 de janeiro, data em que Edu Cabral, Adalberto Calmon, Claudia Leite e Quirino Cordeiro Júnior já se dedicavam a tornar realidade a Secretaria, que iniciou, de fato, suas atividades em 30 de janeiro de 2019. “ A posição do governo federal é ser frontalmente contrária à liberação das drogas no Brasil”, afirma o SECRETÁRIO NACIONAL DE CUIDADOS E PREVENÇÃO ÀS DROGAS,PSIQUIATRA QUIRINO CORDEIRO JÚNIOR:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *