“Liberação do uso de drogas não é solução para os problemas no Brasil.”Psiquiatra Quirino Cordeiro Júnior no lançamento do “Fórum Permanente de Mobilização Contra as Drogas”

Espalhe essa notícia:

“Liberação do uso de drogas não é solução para nenhum problema no Brasil ”, declarou, sob aplausos de 450 pessoas, o Secretário Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas, do Ministério da Cidadania, psiquiatra Quirino Cordeiro Júnior. Na plateia, políticos, médicos, esportistas, artistas, associações de familiares, pais, mães e líderes de todo o País, que lotaram o auditório da Associação Médica de Brasília, quarta-feira, no lançamento do “Fórum Permanente de Mobilização Contra as Drogas”. No palco, ao lado do então ministro da Cidadania, Osmar Terra, de artistas ,atletas, especialistas e políticos , o psiquiatra Quirino Cordeiro Júnior explicou no discurso de abertura do Fórum que a iniciativa do Ministério, inédita no Brasil , tem como objetivo “ unir lideranças de diferentes setores da sociedade brasileira para defender e manter políticas públicas efetivas contra o narcotráfico e na defesa da assistência aos dependentes químicos e a seus familiares”.



DIA HISTÓRICO PARA AS FAMÍLIAS
12 de fevereiro de 2020, portanto, tornou-se dia histórico para as famílias brasileiras. No palco da Associação Médica de Brasília, o então ministro da Cidadania, Osmar Terra, estava ao lado de artistas, atletas e renomados especialistas. Presentes Rafael Ilha, Paulo Cintura e o Santos, humorista do programa do Ratinho. Também cinco atletas: nadador Daniel Dias, o medalhista Parré, dos jogos Parapan-Americanos, em cadeira de rodas, o Pipoca do basquete, o René Simões, técnico de futebol da Seleção e Lars Grael,velejador brasileiro medalhista olímpico. Três médicos renomados: psiquiatra Antonio Geraldo da Silva, representando a Associação Brasileira de Psiquiatria, o doutor Emmanuel Fortes, representando o Conselho Federal de Medicina, e o psiquiatra Ronaldo Laranjeira, da Universidade Federal de São Paulo, autor de inúmeros estudos sobre efeitos das drogas e também coordenador de pesquisas sobre o consumo de drogas no Brasil. O Bispo Robson Rodovalho, fundador do SARA NOSSA TERRA, que mantém 1.080 igrejas em todo o País com mais de um milhão de fiéis.A sede mundial do Ministério fica em Brasília, com sedes regionais para a América do Sul, na Argentina, nos Estados Unidos e em Lisboa.Os deputados federais Eros Biondini e Diego Garcia.


ALMOÇO COM O PRESIDENTE
Antes do lançamento, o ministro Osmar Terra, os artistas, os atletas e os especialistas almoçaram com o presidente Jair Bolsonaro, que gravou vídeo ao lado do então ministro da Cidadania, elogiando a iniciativa e defendendo: “ No passado, se desgastavam os valores da famílias. E neste governo, defendemos que família é a base da Sociedade.”


UNIÃO DE LIDERES DE NORTE A SUL DO PAÍS
A coordenação do lançamento do Fórum Permanente de Mobilização Contra as Drogas”.foi da Secretaria de Cuidados e Prevenção às Drogas, do Ministério da Cidadania, em tempo recorde, duas semanas! O resultado uniu representantes de Norte a Sul do País para juntos realizarem ações de combate à ameaça número um que coloca em risco todas as famílias no Brasil: a epidemia causada pelo uso de drogas, por políticas de governos anteriores que provocaram a total desassistência dos doentes e ignoraram campanhas de prevenção.



O então ministro Osmar Terra no seu discurso fez um histórico da epidemia, citando países vizinhos ao Brasil que produzem drogas, Paraguai e Bolívia, defendendo política de prevenção, tratamento e afirmando: “Não é possível pensarmos em recuperação sem atendimento das famílias. E o povo brasileiro não quer perder os filhos para as drogas.”

SUA ASSINATURA É MUITO IMPORTANTE NA CARTA DO FÓRUM

No final do Fórum, foi lida a carta para a mobilização contra as drogas no Brasil, que deve ser assinada por todos os brasileiros no link

https://www.peticao.online/carta_aberta_do_forum_permanente_de_mobilizacao_contra_as_drogas

Sua participação é muito importante para todos nós juntos com o governo alcançarmos o grande objetivo: um Brasil com Saúde e sem drogas.

A CARTA

“Com o objetivo de colaborar na construção de um país protegido das drogas, lideranças de diferentes setores da sociedade brasileira organizam-se no “Fórum Permanente de Mobilização Contra as Drogas”, organismo acima de partidos, ideologias ou religiões.

O uso de drogas está entre as principais causas de acidentes de trânsito, contribui para o aumento do número de suicídios e, tanto pelo consumo quanto pelo tráfico, tira as vidas de milhares de jovens, sendo também responsável também pela degradação do ser humano nas inúmeras Cracolândias espalhadas pelo país.

Para evitar cenários como esses, o Fórum posiciona-se de maneira favorável a políticas públicas efetivas contra o narcotráfico e na defesa da assistência aos dependentes químicos e seus familiares.

Refletindo a posição da população brasileira majoritariamente contrária às iniciativas de legalização de drogas, o Fórum defende as proibições do plantio, da importação e da exportação, do porte e do uso de drogas ilícitas, tais como a maconha, a cocaína, o crack e a heroína, entre outras.

A prevenção ao uso de drogas, incluindo também o tabaco e o álcool, bem como o atendimento aos dependentes químicos, precisam alcançar toda a população, especialmente os mais vulneráveis, tendo a abstinência assistida como estratégia para a recuperação dos usuários para uma vida plena, responsável e cidadã.

Tais medidas, preconiza o Fórum, servem também de estímulo ao enfretamento à violência, causado muitas vezes pelo consumo e tráfico de drogas em nosso país, ceifando vidas, desestruturando e destruindo famílias.

Para atingir seus objetivos, o Fórum propõe-se a mobilizar a sociedade por meio de seminários, encontros, eventos temáticos e ações contra as drogas no Brasil. Contribuindo, dessa forma, para a efetiva informação da sociedade brasileira sobre os reais malefícios causados pelas drogas e ajudando na sua mobilização em prol de ações que mudem a realidade em que vivemos.”

https://www.peticao.online/carta_aberta_do_forum_permanente_de_mobilizacao_contra_as_drogas