Federação de Amor-Exigente ao prefeito de SP, Bruno Covas: “Não adianta o governo estadual e federal exigirem isolamento e fechamento do comércio e a Prefeitura manter cracolândias.”

Espalhe essa notícia:

Foto: maior cracolândia do país, no centro de SP, com 2 mil dependentes, e uma das 100 na cidade de SP .Foto de Carlos Torres no meu livro “Guerra pela vida-A campanha da Jovem Pan contra as drogas”

FEDERAÇÃO DE AMOR-EXIGENTE enviou hoje ao prefeito de São Paulo, Bruno Covas, documento solicitando solução urgente para cracolândias. Como este novo coronavírus, o COVID-19, ataca os pulmões, os dependentes de crack como também de maconha e de todos os tipos de tabaco têm maior risco de desenvolver a doença porque seus pulmões já vêm sendo prejudicados por essas drogas, tem alertado o centro – referência em pesquisas sobre drogas nos Estados Unidos, o National Institute on Drug Abuse. Crack, maconha e tabaco, mostram todos os estudos e relatos de dependentes em tratamento, são as drogas usadas nas cracolândias de segunda a domingo, 24 horas por dia.

Prefeito de São Paulo, Bruno Covas (foto : Agência Brasil)

ASSINAM A SOLICITAÇÃO AO PREFEITO BRUNO COVAS

Miguel Tortorelli- Presidente da Federação de Amor- Exigente;

Regina Tortorello- Coordenadora Regional Paulistana Norte;

Izilda Alves – Consultora da Federação de Amor-Exigente

Cracolândia no centro da cidade , na região da Luz e uma das 100 na cidade de SP. Foto de Carlos Torres, publicada no meu livro “Guerra pela vida- A campanha da jovem Pan contra as drogas ”

LEIA O DOCUMENTO

Ao Excelentíssimo

Prefeito Bruno Covas

Prezado Senhor:

A Federação de Amor-Exigente informa ao senhor, Prefeito, a indignação e a preocupação de milhares de famílias da cidade de São Paulo com as ações da Prefeitura para manter cracolândias, como anuncia sua Secretaria de Saúde, em tempos de COVID-19.

Com todo o respeito, senhor Prefeito, mas não adianta o governo estadual e o governo federal exigirem isolamento e fechamento do comércio e a Prefeitura manter cracolândias em bairros residenciais e comerciais, onde estão dependentes com grande risco para a contaminação pelo COVID -19. Como este novo coronavírus ataca os pulmões, os dependentes de crack como também de maconha e de todos os tipos de tabaco têm maior risco para desenvolver a doença porque seus pulmões já vêm sendo prejudicados por essas drogas, tem alertado o centro referência em pesquisas sobre drogas nos Estados Unidos, o National Institute on Drug Abuse. Crack, maconha e tabaco, mostram todos os estudos e relatos de dependentes em tratamento são as drogas usadas nas cracolândias de segunda a domingo, 24 horas por dia.

Instalar pias, perguntar aos dependentes de cracolândias se querem ou não tratamento, é enxugar gelo , é colocar em risco além dos dependentes, os agentes de saúde e manter o vírus COVID -19 nesses bairros residenciais e comerciais, tomados pelos traficantes para suas cracolândias.

Como contribuintes que pagam impostos,pedimos que a Saúde Pública seja, de fato , realidade na cidade , com destinação de verbas, realmente para ações de prevenção e tratamento.Até o momento, SENHOR PREFEITO, os responsáveis pelos programas que deveriam evitar o uso de drogas na cidade só decepcionaram, porque mantêm a política que incentiva o uso, com Redução de Danos e política que mostra ser contra a internação para a recuperação dos dependentes, além de desrespeitarem a lei federal 13.840/2019, que autoriza internação de dependentes de drogas que estão colocando em risco suas vidas e a de terceiros.

É momento grave e nas suas mãos a importante decisão: a cidade de São Paulo irá se tornar manchete em todo o mundo por facilitar a transmissão do COVID_19 em cracolândias e não tratar dependentes de drogas?

Atenciosamente,

Miguel Tortorelli, Presidente da Federação de Amor-Exigente

Regina Tortorelli, Coordenadora Regional Paulistana Norte

Izilda Alves, Consultora da Federação de Amor-Exigente

Regina e Miguel Tortorelli