Secretário Quirino Cordeiro Jr: “Não há evidências científicas para a OMS defender a redução do controle internacional sobre a maconha”

Espalhe essa notícia:

Brasil apresentará na ONU voto CONTRA a recomendação da Organização Mundial da Saúde para Redução do Controle Internacional sobre a maconha. “Não há evidências científicas que justifiquem essa redução do controle”, afirma ao DIÁRIO ANTIDROGAS o Secretário Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas, do Ministério da Cidadania, psiquiatra Quirino Cordeiro Júnior:

As recomendações realizadas pela OMS serão votadas em Viena, na Áustria, em dezembro de 2020. As alterações recomendadas pela OMS impactam duas Convenções Internacionais responsáveis pelo controle internacional de substâncias psicotrópicas. O Brasil é signatário das Convenções Internacionais e também membro da Comissão de Narcóticos da ONU, tendo direito a voto na sua 63ª sessão, que avaliará as recomendações da Organização Mundial da Saúde.