CONFENACI E FEBRACI: 300 clínicas no Brasil contra o PL399/2015, informam Roberto e Renata Brunelli em ofício ao Presidente da Câmara Federal

Espalhe essa notícia:

Diretores e médicos de 300 clínicas de tratamento de dependentes de drogas no Brasil são contra o PL399/2015 informaram em ofício enviado hoje ao Presidente da Câmara Federal, o Presidente da CONFENACI Roberto Brunelli, e a Presidente da FEBRACi, Renata Brunelli .

O PL399/2015 autoriza plantação de maconha em todo o Brasil e uso de maconha em vários produtos – até em alimentos – e medicamentos, incentivando. portanto o uso dessa droga no Brasil. Com alimentos, o objetivo é maconha na produção de bolos, doces e chocolates para serem vendidos em supermercados.

Renata Brunelli, Presidente da FEBRACI

.O PL399/2015 anuncia logo na apresentação que será autorizado, além do cultivo, produção, comercialização, importação e exportação de produtos com maconha, “até sem fins terapêuticos”.

O PL399/2015 vem sendo defendido pelo PT, PSOL e PSB que têm solicitado “votação de urgência “ na Câmara Federal. E o Presidente da Câmara, Rodrigo Maia, tem informado que a votação poderá ocorrer esta semana ou na próxima.

Presidente da Câmara Federal, deputado Rodrigo Maia

MOTIVO DO ENVIO A RODRIGO MAIA, NESTE FERIADO DE SETE DE SETEMBRO, DO MANIFESTO CONTRA O PL 399/2015 DA CONFENACI- CONFEDERAÇÃO NACIONAL DAS CLÍNICAS ESPECIALIZADAS EM DEPENDÊNCIA QUÍMICA – E DA FEBRACI- FEDERAÇÃO BRASILEIRA DAS CLÍNICAS ESPECIALIZADAS EM DEPENDÊNCIA QUÍMICA

O MANIFESTO

Maconha é DROGA proibida em todo mundo.
Pouquíssimos países têm seu consumo e plantio liberados. Muitos já com sérios problemas de saúde e segurança pública. Em Portugal houve um aumento de 30% nas internações por surto psicótico pelo uso de maconha.
fonte: https://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2019/12/internacao-por-surto-psicotico-ligado-a-maconha-cresce-30-vezes-em-portugal.shtml

O BRASIL não vai entregar o futuro de seus jovens para a indústria CRIMINOSA da maconha.

NÃO ao PL 399/2015

Uma manipulação criminosa está tramitando no Congresso Nacional para aprovação da lei que libera a maconha no Brasil. A mentira está em dizer que é apenas para uso “medicinal”.
A Avisa já regulou o uso medicinal, não é necessário uma lei para isso. O que mais parece um cavalo de Troia, pois no texto da lei está bem claro o uso para outras finalidades (não medicinais) da droga.


Quem apoia isso mostra que não tem nenhuma responsabilidade com a população.

Não se importam com as milhares de famílias que têm seus filhos nas drogas.

Muitas dessas mães já perderam seus filhos para o uso de drogas, Morreram.

75% da população segundo pesquisa (Lenad-Unifesp) são contra a liberação da maconha. https://jus.com.br/artigos/23014/75-da-populacao-e-contra-a-legalizacao-da-maconha



O Brasil inteiro está aqui para protestar e dizer:

NÃO ÀS DROGAS


NÃO AO PL 399/2015

Roberto Brunelli é Assistente Social especializado em Saúde Coletiva. Autor de 2 livros sobre Dependência Química. Fundador da Febraci. Presidente da CONFENACI

Renata Brunelli é Gestora Pública especialista em terapia famíliar. Presidente da Febraci.

A Febraci representa hoje 15 instituições e 1.550 profissionais em todo o Brasil.

A Confenaci é composta por cinco federações e congrega hoje 300 clínicas de tratamento para dependentes químicos.