Dez motivos para você ler a publicação que o dr. Quirino Cordeiro Jr mostra na foto

Espalhe essa notícia:

Dez motivos para você aceitar o convite do médico da foto, psiquiatra Quirino Cordeiro Júnior: ler a publicação que já está entre as mais divulgadas na internet porque pode manter o que para você é muito valioso: a SAÚDE DO SEU FILHO. No título, “OS RISCOS DO USO DA MACONHA NA FAMÍLIA, NA INFÂNCIA E NA JUVENTUDE”, a advertência: até criança já fuma maconha no Brasil, o que significa doença grave e imensas dificuldades para o tratamento.“É amplamente sabido que o consumo da maconha favorece o uso de outras substâncias psicoativas. Por isso, nos preocupamos em preparar um material informativo de qualidade, baseado unicamente em evidências científicas, para que as questões ideológicas ficassem de lado”, declara o doutor Quirino Cordeiro Júnior, Secretário Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas, do Ministério da Cidadania. A publicação da SENAPRED é em parceria com a Secretaria Nacional da Família, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. Clique aqui para ler, gratuitamente, a publicação

https://www.gov.br/mdh/pt-br/navegue-por-temas/familia/copy_of__Cartilha_Osriscosdousodamaconhanafamlianainfnciaenajuventude_.pdf

Dos dez motivos para ler esta importante publicação, o primeiro é o currículo do responsável pela importante iniciativa: doutor Quirino Cordeiro Júnior.

Doutor Quirino e equipe; Chefe de Gabinete, Joaquina Mercês ( a primeira à esquerda); com a Diretora de Prevenção, Cuidados e Reinserção Social da SENAPRED, Claudia Gonçalves Leite; e com a advogada da SENAPRED, Débora Iara Moresco

Secretário Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas, do Ministério da Cidadania, é psiquiatra com especialização e experiência na direção de departamentos de psiquiatria de conceituadas universidades. Como Secretário Nacional de Cuidados e Prevenção ás Drogas criou com sua equipe de especialistas programa exemplar em prevenção, tratamento, reinserção social e assistência ás famílias de dependentes de drogas, modelo para todos os municípios e estados no Brasil.

Psicóloga Lívia Lopes, da equipe SENAPRED
Eduardo Cabraldiretor de Articulação e Projetos Estratégicos da SENAPRED

POR FAVOR, LEIAM OS OUTROS NOVE MOTIVOS PARA ENTENDEREM A NECESSIDADE DE CONSCIENTIZAR SEUS FILHOS, CADA VEZ MAIS CEDO, PARA DIZEREM NÃO A COLEGUINHAS DE CONDOMÍNIO, DE PRAIA, DE ESCOLA OU FESTA QUE CONVIDAM A EXPERIMENTAR MACONHA.

MACONHA: FOTO DO NIDA- NATIONAL INSTITUTE ON DRUG ABUSE

Em “OS RISCOS DO USO DA MACONHA NA FAMÍLIA, NA INFÂNCIA E NA JUVENTUDE”, você vai entender com explicações em linguagem objetiva quais são os perigos de experimentar maconha já provados em pesquisas de conceituados centros de estudos sobre drogas no Brasil e em vários países::

1)-”Maconha NÃO é uma droga inofensiva, e o impacto da exposição precoce aumenta os riscos no futuro.”

2)- “A maconha causa dependência química.”

3)”A maconha afeta o desenvolvimento do cérebro e suas funções mentais.”

4) “Não existe maconha medicinal.”

5)-”O uso de maconha está associado a um maior risco de acidentes automobilísticos.”

6)-”A flexibilização do controle sobre a maconha leva a um aumento no número de homicídios, criminalidade e violência.”

7)-”O uso de maconha está associado ao abandono escolar precoce, pouco sucesso profissional, menores salários, maior chance de desemprego, comportamento criminoso, e a menor satisfação com a vida. “

8)-’O envolvimento precoce com a maconha, ainda que de forma curiosa e experimental, causa danos ao desenvolvimento cognitivo e fisiológico.’

9)”-A flexibilização do controle sobre a maconha levou ao aumento do consumo da droga, principalmente entre os mais jovens.”

Vamos juntos com o Secretário Nacional Quirino Cordeiro Júnior, da SENAPRED, e com a Secretaria Nacional da Família construir um Brasil com SAÚDE e SEM DROGAS. Valioso presente de Natal para todas as famílias de Norte a Sul do país.