Carta ao Ministro da Cidadania para solução urgente ao orçamento da SENAPRED

Espalhe essa notícia:

Enviei hoje ao Ministro da Cidadania, Doutor João Roma, carta em nome de 69 mil famílias, portanto, 200 mil eleitores , solicitando solução imediata para a Secretaria Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas ter suprido em R$ 330 milhões seu orçamento para continuar tornando realidade, com eficiência, a Polícia Nacional antidrogas defendida pelo Presidente Bolsonaro. No reconhecimento sobre a importância do programa SENAPRED em comunidades terapêuticas , palavras de alegria e gratidão, de Norte a Sul do Brasil.

A CARTA

Ao Excelentíssimo

Ministro da Cidadania

Doutor João Roma

Prezado Ministro :

Como o senhor declara que “a missão principal do Ministério da Cidadania é estender a mão para os brasileiros que estão sofrendo mais ”, escrevo em nome de 69 mil famílias, que representam mais de 200 mil eleitores – mães, pais, irmãos, tios, avós,esposas e maridos-, que sofrem em suas casas a dor devastadora de ter pessoa querida dependente de droga. Famílias de Norte a Sul que poderão perder, a partir deste mês, o direito ao único tratamento gratuito no Brasil para seus entes queridos, nas 11 mil vagas e nas novas 13.200 aprovadas em comunidades terapêuticas pelo governo federal e anunciadas no Diário Oficial da União no dia 9 de fevereiro e pelo senhor, em 15 de abril , nas comemorações, em Brasília, dos dois anos da SENAPRED. Porque no Brasil da COVID, Ministro, não há vagas nos hospitais públicos e, como o Senhor sabe, em 85% dos municípios há cracolândias autorizadas por prefeituras que adotam nos CAPS a Redução de Danos. Portanto, a Secretaria Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas necessita imediatamente de ter suprido em R$ 330 milhões seu orçamento para continuar tornando realidade, com eficiência, a Polícia Nacional antidrogas defendida pelo Presidente Bolsonaro. No reconhecimento sobre a importância do programa SENAPRED em comunidades terapêuticas , palavras de alegria e gratidão, de Norte a Sul do Brasil:

‘São milhares de famílias brasileiras, que estão resgatando seus filhos diante da problemática das drogas com a ajuda do programa de comunidades terapêuticas, da SENAPRED” (“Maria Márcia de Mello, Coordenadora do Amor-Exigente,no Rio Grande do Sul”

“Na Fazenda da Esperança, nasci de novo”, conta Marinalda Godoi, tratada por dependência de crack, na Fazenda da Esperança, em Guaratinguetá, cidade paulista a 176 quilômetros da capital. “Meu café da manhã era crack, meu almoço era crack, minha janta era crack. Dói muito. Mas quando eu cheguei na Fazenda, senti muito amor, que eu não tinha lá fora. Gratidão.”

“Meu pai”, conta a menina Júlia, de quatro anos, ”desobedeceu a minha avó e foi pra ruas comer lixo. Foi na Comunidade Terapêutica que o meu pai ficou bom”, comemora Júlia, abraçando o pai Erisson Lindoso, no Maranhão.

“ É muito bom esse convênio para as famílias , que não têm recursos .Meus dois filhos tiveram envolvimento com drogas e eu não tinha como pagar tratamento. Procurei o Instituto Belém que os acolheu pelo convênio do Governo Federal -SENAPRED, onde permaneceram durante um ano. Hoje eles são responsáveis por suas vidas que foram transformadas, restauradas.”Maria Marly dos Santos Vieira , de Sobral, no Ceará.

“Comunidades terapêuticas credenciadas pela SENAPRED têm sido a única opção gratuita de tratamento , com recuperação, para dependentes de drogas. ” Tânia Cunha, Coordenadora do Amor-Exigente em Mato Grosso do Sul.

“Eu fui viciada em crack dos 14 aos 25 anos. Foi no fundo do poço que fui acolhida na unidade do CERENE feminino em Ituporanga, em Santa Catarina. Fiquei por nove meses, onde aprendi que é possível mudar. No dia 11 de outubro ,completei 10 anos de sobriedade. Casei, tenho minha casa própria, meu carro próprio e sou sócia de um estacionamento em Joinville. As drogas acabam com a nossa vida, mas é possível, sim, mudar, ser ajudado e reconquistar tudo o que estava perdido.”

São centenas de depoimentos, Ministro, que estou publicando no meu site “Diário Antidrogas “ e em minha página no Facebook. Por isso, em nome de 69 mil famílias, solicito sua resposta sobre o Orçamento da Senapred, de seu ministério. Secretaria Nacional de Cuidados e Prevenção ás Drogas que criou ações tão importantes que se tornaram referências para municípios e estados em todo o país.

Obrigada por sua atenção.

Izilda Alves

Editora do site “Diário Antidrogas”

Autora do livro “Guerra pela vida- A campanha da Jovem Pan contra as drogas”, do Instituto Jovem Pan

Porta-Voz da Frente Nacional contra a Liberação da Maconha e da Cocaína

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *