Saiba quais partidos políticos aprovaram o PL399, autorizando plantar maconha para uso até em alimentos no Brasil

Espalhe essa notícia:

17 dos 513 deputados federais aprovaram nesta terça-feira o PL 399, que autoriza plantação de maconha em todo o país para uso até em alimentos. Os 17 representam NOVE PARTIDOS POLÍTICOS:

PT

PSB

PSOL

PSDB

PTB

CIDADANIA

PODEMOS

NOVO

PC do B

OS REPRESENTANTES DESTES 9 PARTIDOS não protestaram em nenhum momento contra a autorização do PL399 de uso de maconha em produtos NÃO medicinais e até em alimentos. Como declarou o deputado BACELAR (Podemos-Bahia):

“MACONHA É COMMODITIE IMPORTANTÍSSIMA E PODE SER SOLUÇÃO PARA ESTE PAÍS”Commoditie é matéria-prima que pode ser negociada na Bolsa de Valores através do mercado futuro. O deputado BACELAR DEFENDE LIBERDADE PARA O USO DE MACONHA. “NÃO É O ESTADO , NÃO É A IGREJA, QUE VAI DIZER O QUE VOU FAZER NO MEU MOMENTO DE LAZER”.

A VOTAÇÃO FOI NA COMISSÃO ESPECIAL DE REMÉDIOS FORMULADOS COM CANNABIS(maconha), formada por apenas 38 deputados federais. Houve empate- 17 a favor, 17 contra- mas o relator Luciano Ducci e o presidente da Comissão, deputado Paulo Teixeira (do PT-SP) votaram duas vezes: a primeira como deputados, depois para desempatar, como autoriza o regulamento da Comissão.

Por ser Comissão Especial, o PL399 poderá ser enviado ao Senado. Mas a oposição anuncia que está entrando com Recurso para exigir votação no plenário pelos 513 deputados da Câmara.

O PL aprovado ontem por 17 deputados federais autoriza:

-plantar maconha em todo o país;

-usar maconha na produção de remédios, contrariando o Conselho Federal de Medicina e a ANVISA, que autorizam medicamento indicado para caso de epilepsia sem controle em crianças e adolescentes sem respostas com remédios tradicionais, uso ainda experimental por não haver evidências que comprovem eficácia com segurança;

-usar maconha em produtos NÃO medicinais para pessoas e animais;

-USAR MACONHA NA PRODUÇÃO ATÉ DE ALIMENTOS.

Os protestos das famílias de Norte a Sul do país e de especialistas foram ignorados pelos 17 representantes desses partidos. NÃO VAMOS ESQUECER NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES.