Mães pedem o fim das cracolândias,em carta ao Prefeito de SP,Ricardo Nunes

Espalhe essa notícia:

Assinam:

Regina Tortorelli, Coordenadora da Regional Norte Paulistana da Federação de Amor-Exigente, que atende, por mês, três mil famílias de dependentes de drogas em São Paulo.

Izilda Alves, Editora do Diário Antidrogas

Como mães e eleitoras escrevemos ao Senhor para contribuir nesta luta que é de todos nós: combater a epidemia causada pelo uso de drogas, sinônimo de desgraças para milhões de famílias na nossa São Paulo, cidade de 12 .396.372 pessoas, conforme estima o IBGE neste 2021.

Sempre esperamos de Prefeito, que cuide do bem-estar e qualidade de vida da população de São Paulo.

Bem-estar, portanto, Senhor Prefeito, que nada tem a ver com cracolândias e banalização do uso de drogas na cidade de São Paulo.

Manter cracolândias e Redução de Danos, Senhor Prefeito, é aumentar a cada dia a REJEIÇÃO AO GOVERNO, por destruir famílias e tirarem de mães e pais a pessoa que mais amam: seus filhos.

Em nome das mães, dos pais, dos filhos e do futuro da nossa querida São Paulo, acabe com cracolândias e Redução de Danos.

Ofereça tratamento com recuperação, internando até involuntariamente dependentes , como autoriza a Lei Federal 13.840/3019.

No Estado de São Paulo, a cidade de Rio Claro se tornou modelo para todos os municípios ao aprovar a Lei 5534 de 21 de setembro de 2021 , que autoriza internação involuntária para dependentes em cracolândias em hospital da cidade, com reinserção social após o tratamento com recuperação.

O Senhor declarou ao portal UOL que planeja construir um hospital psiquiátrico mas como mães perguntamos: não seria mais rápido realizar convênios com hospitais, como o PINEL, por exemplo na cidade de São Paulo?

Afinal, a construção de um hospital necessita de verbas e tempo em que vidas continuariam sendo perdidas nas cracolândias da cidade.

Solução também está em parceria com a SECRETARIA NACIONAL DE CUIDADOS E PREVENÇÃO ÀS DROGAS, do Ministério da Cidadania, que mantém o MELHOR programa de tratamento em comunidades terapêuticas, que garantem tratamento com recuperação para dependentes de drogas.

Cracolândia, foto de Carlos Torres

A cada dia, Senhor Prefeito, aumenta o desespero das famílias com o crescimento de cracolândias na cidade, colocando em risco os que se tornam dependentes, suas famílias, moradores e comerciantes de bairros vizinhos pela violência que cracolândias causam, e também desvalorizam imóveis comprados com sacrifício pelas famílias de São Paulo.

Em nome das famílias de São Paulo, escrevemos e aguardamos sua importante resposta.

ATENCIOSAMENTE,

Regina Tortorelli e Izilda Alves

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *