Tratamento de dependentes em hospitais psiquiátricos exemplos ao país e visitados pelo Secretário Nacional Quirino Cordeiro Jr

Espalhe essa notícia:

Tratamento efetivo e humanizado no SUS para doenças mentais e dependência de droga é realidade em Natal, capital do Rio Grande do Norte, e em São José, município de Santa Catarina. A partir do mês que vem, em Cuiabá, capital de Mato Grosso. Três cidades definidas pelo Secretário Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas,psiquiatra Quirino Cordeiro Júnior, “como exemplos ao Brasil por manterem hospitais psiquiátricos que cumprem a Nova Política Nacional de Saúde Mental”. Nova Política aprovada por 70 entidades da sociedade civil,representando familiares, doentes, gestores, profissionais de saúde, acadêmicas e científicas.

Secretário Nacional Quirino Cordeiro Junior com médicos do Hospital Psiquiátrico Professor Severino Lopes, em Natal e referência no Brasil no tratamento de dependentes de drogas

Em Natal, a Secretaria Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas,do Ministério da Justiça,tornou o Hospital Psiquiátrico Professor Severino Lopes,o primeiro “Centro de Referência em Dependência Química” no Brasil. O Hospital Psiquiátrico Professor Severino Lopes é uma entidade filantrópica, que completou 65 anos, com assistência de qualidade e humanizada a pessoas com transtornos mentais e também dependência química. Em 20 de outubro, o Hospital foi homenageado pela Câmara dos Deputados, em Brasília, com o “Prêmio Nise da Silveira de Boas Práticas e inclusão em Saúde Mental”. A indicação ao prêmio foi da deputada federal Carla Dickson.

Deputada Carla Dickson com o Secretário Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas, doutor Quirino Cordeiro Jr.

“O prêmio Nise da Silveira ao Hospital Psiquiátrico Professor Severino Lopes representa um grande marco na reconstrução das Políticas Nacionais de Saúde Mental e Drogas no país”, comemorou o Secretário Quirino Cordeiro Júnior.

À esquerda do Secretário Quirino Cordeiro Júnior, o Diretor do Instituto de Psiquiatria de Santa Catarina, doutor Henrique Fogaça. À direita, o psiquiatra Eduardo Pimentel.

Em São José,município catarinense a 14 quilômetros da capital, o Instituto de Psiquiatria de Santa Catarina completou 80 anos,nesta quarta-feira, ampliando o atendimento para doentes mentais e dependentes de drogas.São 20 novas vagas para adolescentes. O Instituto é administrado pela Secretaria de Estado da Saúde.

“O Instituto de Psiquiatria de Santa Catarina é exemplo a ser seguido por outros estados “, declarou o Secretário Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas, do Ministério da Cidadania.

Secretário Quirino Cordeiro Jr. visitando com médicos e políticos em Cuiabá o Hospital Psiquiátrico Adauto Botelho,que está sendo totalmente reformado para atender os 141 municípios de Mato Grosso..

Em Cuiabá, capital de Mato Grosso, o Secretário Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas, psiquiatra Quirino Cordeiro Júnior visitou o Hospital Psiquiátrico Adauto Botelho. Hospital estadual, referência na internação de doentes mentais e dependentes de drogas, que está sendo totalmente reformado para atender a procura, cada vez maior, por tratamento especializado nos 141 municípios mato-grossenses.

“Ações como esta,que o Governo de Mato Grosso está realizando no Hospital Psiquiátrico Adauto Botelho”,declarou doutor Quirino, “mostram o comprometimento do poder público com a Saúde e bem-estar de seus cidadãos.”

Nova Política Nacional de Saúde Mental e Nova Política sobre Drogas que garantem no SUS tratamento de dependentes de drogas. Mas, apesar de leis federais, não são cumpridas por prefeituras que preferem manter cracolândias ao invés de recuperar os dependentes. Prefeituras que ignoram o desespero das famílias, que irão escolher novos governantes nas eleições do ano que vem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *